Mundo

Macron apresenta o polêmico projeto de reforma trabalhista na França

A nova legislação pretende reforçar o papel de negociação das empresas sobre as condições de trabalho e limitar as indenizações por demissão sem justa causa

Agência France-Presse
postado em 31/08/2017 09:48
A reforma é uma das prioridades do jovem presidente centrista de 39 anosParis, França - O presidente da França, Emmanuel Macron, em queda livre nas pesquisas, apresentará nesta quinta-feira (31/8) suas propostas de reforma do mercado de trabalho no país, um dos projetos mais complicados de seu mandato.

A reforma do rígido código trabalhista francês para dar maior flexibilidade às empresas é uma das prioridades do jovem presidente centrista de 39 anos, que espera reativar o emprego no país, onde o índice de desemprego está próximo de 10%.

O texto, fruto de várias semanas de negociações com sindicatos e organizações patronais, será aprovado por meio de decretos para evitar um longo processo de debate legislativo, mas alguns sindicatos e a esquerda radical já convocaram manifestações.

A nova legislação pretende reforçar o papel de negociação das empresas sobre as condições de trabalho e limitar as indenizações por demissão sem justa causa, com o objetivo de favorecer as contratações. "É uma reforma profunda e ambiciosa", antecipou Macron em uma entrevista à revista Le Point.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação