Publicidade

Correio Braziliense

Macri pede união contra terrorismo após morte de 5 argentinos em Nova York

Um homem que dirigia uma caminhonete alugada atropelou pedestres e ciclistas em Nova York, nessa terça-feira, deixando oito mortos, incluindo cinco cidadãos argentinos


postado em 01/11/2017 12:14

O presidente da Argentina, Mauricio Macri (foto: Elza Fiúza/Agência Brasil)
O presidente da Argentina, Mauricio Macri (foto: Elza Fiúza/Agência Brasil)
O presidente da Argentina, Mauricio Macri, pediu nesta quarta-feira (1º/11) que todos se comprometam a lutar contra o terrorismo, após o ataque em Nova York que deixou cinco argentinos mortos. A informação é da Agência Reuters.

"Todos temos que estar comprometidos dos pés à cabeça com a luta contra o terrorismo", afirmou Macri, durante evento em Buenos Aires.

Leia mais notícias em Mundo

Um homem que dirigia uma caminhonete alugada atropelou pedestres e ciclistas em Nova York, nessa terça-feira, deixando oito mortos, incluindo cinco cidadãos argentinos. A ação foi classificada pelas  autoridades norte-americanas como "terrorismo".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade