Publicidade

Correio Braziliense

Após 10 anos 'perdido', cachorro volta para casa dos donos

Abby ainda se lembra dos comandos que foram ensinados a ela quando era um filhote e atende pelo nome


postado em 08/02/2018 19:13

Abby tinha apenas um ano, em 2008, ela desapareceu da casa da família (foto: Reprodução/Instagram)
Abby tinha apenas um ano, em 2008, ela desapareceu da casa da família (foto: Reprodução/Instagram)


Uma família de Apollo, Pensilvânia, nos Estados Unidos, reencontrou sua cadela 10 anos após tê-la perdido. Quando Abby tinha apenas um ano, em 2008, ela desapareceu da casa da família Suierveld e após procurarem incessantemente pela labrador, os donos acabaram acreditando que ela estava morta. Porém, para a surpresa deles, Abby reapareceu vivíssima no dia 30 de janeiro de 2018.

Os Suiervelds receberam uma ligação da Sociedade Protetora dos Animais de Allegheny Valley, dizendo que eles tinham achado o seu cachorro, graças a um microchip implantado nela pela sua família há muitos anos com todas as suas informações. “Nunca desistam, essa é a minha mensagem”, disse a matriarca da família Debra Suierveld à ABC6.

Um dos médicos da Sociedade Protetora dos Animais, Jody Berisko, disse à Trib Live que Abby claramente tinha sido “muito bem cuidada” durante esses 10 anos em que esteve desaparecida, baseado no fato de que ela está feliz, em forma e com boa saúde. Antes de o animal chegar até a Sociedade Protetora dos Animais, ele apareceu na casa de Judy Spiering, perto de onde Abby tinha desaparecido. Judy notou que Abby tinha sede e parecia ser amigável, foi então que decidiu chamar a polícia e eles encaminharam Abby para a Sociedade Protetora dos Animais.

Surpreendentemente, Abby ainda se lembra dos comandos que foram ensinados a ela quando era um filhote e atende pelo nome. “Pensávamos que ela tinha morrido. Parece que uma parte da infância dos meus filhos retornou, uma parte da nossa família. É maravilhoso”, declarou Debra ao KDKA. Ainda é incerto, porém, onde Abby esteve durante estes 10 anos em que esteve desaparecida.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade