Publicidade

Correio Braziliense

Babá chinesa é condenada à morte por provocar incêndio fatal

A babá foi apresentada como uma jogadora viciada que em várias ocasiões roubou dinheiro de seus patrões para pagar suas crescentes dívidas


postado em 09/02/2018 16:48 / atualizado em 09/02/2018 17:25

Segundo o tribunal, Mo confessou haver ateado fogo na sala do apartamento, no 18º andar de um edifício residencial de Hangzhou(foto: Hangzhou Intermediate People's Court/AFP)
Segundo o tribunal, Mo confessou haver ateado fogo na sala do apartamento, no 18º andar de um edifício residencial de Hangzhou (foto: Hangzhou Intermediate People's Court/AFP)


Xangai, China -
Uma babá foi condenada nesta sexta-feira (9/2) à pena de morte na China por ter provocado voluntariamente um incêndio em que morreram uma mulher e seus três filhos, um caso que chocou o país.

Um tribunal da cidade de Hangzhou, no leste da China, considerou que Mo Huanjing, de 35 anos, havia incendiado deliberadamente, em junho, a residência da família para quem trabalhava como empregada doméstica. O drama provocou comoção na China e teve grande cobertura na imprensa.

A babá foi apresentada como uma jogadora viciada que em várias ocasiões roubou dinheiro de seus patrões para pagar suas crescentes dívidas.

Segundo o tribunal, Mo confessou haver ateado fogo na sala do apartamento, no 18º andar de um edifício residencial de Hangzhou. Ela previa apagá-lo rapidamente, esperando passar por uma heroína e poder utilizar o acidente como pretexto para pedir mais dinheiro à família.

Mas o fogo ficou incontrolável e a babá escapou, deixando na casa a mãe da família, de 34 anos, e seus três filhos de seis, nove e onze anos. Todos morreram asfixiados. "O diabo finalmente recebeu o castigo da lei, a pena de morte", escreveu o pai da família, Lin Shengbin, de 37 anos, na rede social chinesa Weibo, após o anúncio do veredito. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade