Publicidade

Correio Braziliense

Chefe da inteligência dos EUA alerta para riscos das mudanças climáticas

O diretor de inteligência não atribuiu diretamente o aquecimento global à atividade humana em seu relatório anual de Avaliação Mundial de Ameaças, mas ele apenas destacou os perigos das alterações climáticas


postado em 13/02/2018 17:19

Washington, Estados Unidos -O líder da inteligência americana alertou, nesta terça-feira, para os riscos das mudanças climáticas diante de uma comissão do Senado, contrariando o ceticismo do presidente Donald Trump e de outros membros de seu governo. 

"Os impactos das tendências a longo prazo para um aquecimento climático, somados a poluição atmosférica, perda de biodiversidade e escassez de água devem potencializar descontentamentos econômicos e sociais até 2018", disse Dan Coates, diretor da Inteligência Nacional.

"Os últimos 115 anos foram o período mais quente da história da civilização moderna, e os últimos anos foram os mais quentes já registrados", disse Coates em notas ao Comitê de Inteligência do Senado. 

O diretor de inteligência não atribuiu diretamente o aquecimento global à atividade humana em seu relatório anual de Avaliação Mundial de Ameaças, mas ele apenas destacou os perigos das alterações climáticas. 

"Eventos climáticos extremos em um mundo mais quente têm o potencial de gerar impactos maiores e podem se misturar com outros motores para ampliar o risco de desastres humanitários, conflitos, escassez de água e alimentos, movimentos migratórios, problemas de mão-de-obra, choques de preços e quedas de energia", afirmou.

"As respostas das políticas internas para essas questões vão se tornar mais difíceis - especialmente para as democracias -, à medida que os públicos se tornam menos confiantes nas fontes de informação oficiais", acrescentou.

Trump já ridicularizou o aquecimento global e retirou os Estados Unidos do Acordo de Paris. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade