Publicidade

Correio Braziliense

Presidente do México conversa com Trump sobre segurança e migração

Em uma nota, a Casa Branca disse que o "presidente Trump destacou seu compromisso de expandir a cooperação entre Estados Unidos e México em segurança, comércio e migração"


postado em 20/02/2018 21:20

(foto: AFP / Anthony WALLACE)
(foto: AFP / Anthony WALLACE)

O presidente do México, Enrique Peña Nieto, falou por telefone nesta terça-feira (20/2) com seu contraparte americano, Donald Trump, em uma conversa na qual ambos se comprometeram a avançar nos temas de "segurança, comércio e migração".

"Os dois presidentes reiteraram seu compromisso de avançar na desobstrução da agenda bilateral nos temas de segurança, comércio e migração, mediante o esforço coordenado de suas equipes de trabalho", anunciou a Presidência mexicana em comunicado.

Acrescentou que os dois chefes de Estado também trocaram condolências pelo ataque a tiros a uma escola de Parkland, na Flórida, que resultou na morte de 17 pessoas na quarta-feira passada, e pela queda de um helicóptero em Jamiltepec, Oaxaca, na sexta-feira, que deixou 14 mortos.

Em uma nota à imprensa, a Casa Branca disse que o "presidente Trump destacou seu compromisso de expandir a cooperação entre Estados Unidos e México em segurança, comércio e migração".

Em 15 de fevereiro, uma fonte da Casa Branca afirmou que os dois presidentes trabalham para acordar uma reunião. No entanto, os comunicados não mencionaram o possível encontro.

As relações entre México e Estados Unidos ficaram tensas desde que Trump era candidato à Casa Branca por suas ameaças de construir um muro na fronteira dos dois países pago pelos mexicanos e de revisar o Tratado Norte-Americano de Livre-Comércio (Nafta), ou abandoná-lo.

Peña Nieto e Trump já se encontraram pessoalmente antes. Durante a campanha presidencial, Trump fez uma polêmica visita ao México para se reunir com o chefe de Estado mexicano.

Pouco depois de Trump assumir a Presidência, uma visita de Peña Nieto a Washington foi cancelada por diferenças entre os dois governos sobre quem pagaria o controverso muro.

Entretanto, os dois se reuniram à margem do encontro do G20 realizado em julho passado em Hamburgo, na Alemanha. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade