Publicidade

Correio Braziliense

Paquistão evita inclusão na lista de países que financiam terrorismo

O Gafi decidiu solicitar um novo relatório sobre o Paquistão, pois não houve consenso para inserir o país na lista


postado em 21/02/2018 09:38

Islamabad, Paquistão - O Paquistão evitou provisoriamente figurar na lista de países que financiam o terrorismo, afirmou nesta quarta-feira (21/2) o ministro paquistanês das Relações Exteriores, que participa em uma reunião sobre o tema em Paris.

O Grupo de Ação Financeira Internacional contra a Lavagem de Capitais (Gafi), um organismo intergovernamental com sede em Paris, decidiu solicitar um novo relatório sobre o Paquistão, que deve ser apresentado em um prazo de três meses.

"Não houve consenso para incluir o Paquistão na lista", afirmou o chanceler do país, Khawaja Asif.


As autoridades começaram a apreender os bens do grupo islamita Jamaat-ud-Daawa (JuD), cujo líder Hafiz Saeed é considerado um dos responsáveis pelos atentados de Mumbai, Índia, em 2008.

De acordo com a imprensa paquistanesa, a proposta de incluir o país na lista foi dos Estados Unidos, que critica o governo de Islamabad por abrigar terroristas.

O Paquistão permaneceu durante vários anos na lista cinza do GAFI, mas conseguiu sair em 2015.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade