Publicidade

Correio Braziliense

Trump anunciará sanções contra 56 empresas da Coreia do Norte

O objetivo das sanções é cortar fontes de entrada e petróleo, que o regime de Kim Jong-un utiliza para financiar seu programa nuclear e armamentista


postado em 23/02/2018 12:00 / atualizado em 23/02/2018 12:52

Sanções terão como alvo 56 companhias de transporte marítimo e navios que ajudam Pyongyang(foto: Nicholas Kamm)
Sanções terão como alvo 56 companhias de transporte marítimo e navios que ajudam Pyongyang (foto: Nicholas Kamm)
Washington, Estados Unidos - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciará nesta sexta-feira (23/2) "as mais importantes" sanções impostas à Coreia do Norte, segundo suas palavras, que terão como alvo 56 companhias de transporte marítimo e navios que ajudam Pyongyang.

O anúncio acontece poucas horas depois que sua filha e assessora Ivanka Trump chegar em Seul para a cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang, à qual também participarão autoridades norte-coreanas.

"Hoje anuncio que lançaremos as mais importantes novas sanções já impostas ao regime norte-coreano", dirá Trump em um discurso, divulgado previamente pela Casa Branca.

O objetivo dessas sanções, que deverão ser detalhadas pelo departamento do Tesouro ao longo do dia, é "continuar cortando as fontes de ingresso e petróleo que o regime utiliza para financiar seu programa nuclear e armamentista", aponta o discurso.

Em 2017, o Conselho de Segurança da ONU impôs, por unanimidade, três séries de sanções econômicas contra a Coreia do Norte.

Em 5 de agosto as sanções visaram os setores do ferro, carvão e pesca; em 11 de setembro o têxtil e do petróleo; e em 22 de dezembro principalmente os produtos derivados do petróleo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade