Publicidade

Correio Braziliense

União Europeia pede à Venezuela que garanta eleições justas

A UE está preocupada com a deterioração da situação na Venezuela, cujo presidente, Nicolás Maduro, antecipou a eleição presidencial para 22 de abril


postado em 26/02/2018 15:26

(foto: Federico Parra/ AFP )
(foto: Federico Parra/ AFP )


Bruxelas, Bélgica -
A chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, pediu nesta segunda-feira (26/2) à Venezuela que garanta a realização de eleições justas, reiterando que a União Europeia (UE) está pronta reagir em caso contrário.

"UE espera eleições livres e justas, a participação de todos os partidos políticos venezuelanos e uma composição revisada e equilibrada do Conselho Nacional Eleitoral", indicou Mogherini em coletiva de imprensa após uma reunião de chanceleres do bloco em Bruxelas.

Para a diplomata, que acredita que a Venezuela vive horas críticas, "ainda há tempo para tomar decisões formais para que as coisas possam ir na direção de garantir eleições confiáveis".

A UE está preocupada com a deterioração da situação na Venezuela, cujo presidente, Nicolás Maduro, antecipou a eleição presidencial para 22 de abril.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade