Publicidade

Correio Braziliense

Rússia acusa EUA de 'entravar' o desarmamento nuclear

Segundo o ministro das Relações Exteriores da Rússia, o desarmamento nuclear é dificultado pela manutenção das armas nucleares americanas na Europa


postado em 28/02/2018 10:22

Genebra, Suíça - O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, acusou os Estados Unidos de "entravar" o desarmamento nuclear, mantendo "armas nucleares não estratégicas na Europa" para uso "contra a Rússia".

"O desarmamento nuclear é dificultado pela manutenção das armas nucleares não estratégicas americanas na Europa, acompanhada por uma prática desestabilizadora de missões nucleares conjuntas", disse Lavrov à Conferência de Desarmamento em Genebra.

"Os membros não-nucleares da OTAN estão envolvidos no planejamento do uso de armas não estratégicas e estão sendo encorajados a formar habilidades", disse ele.

"Todos entendem que, ao fazê-lo, o exército dos Estados Unidos está preparando as forças armadas dos países da Europa para usar essas armas nucleares táticas contra a Rússia", acrescentou.

O ministro também notou que a "Rússia (...) não implantou esse tipo de arma e que Moscou as guarda em bases em território nacional".

Para Sergey Lavrov, "nestas condições, a presença deste tipo de armas nucleares táticas prontas para uso na Europa não é apenas um elemento da Guerra Fria, mas é uma posição agressiva".

"Os cidadãos europeus, espero, vão se opor a uma colocação insegura em seu território de armas de destruição em massa", concluiu.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade