Publicidade

Correio Braziliense

Theresa May vai propor acordo de livre comércio pós-Brexit com a UE

Os líderes europeus advertiram Londres de que não é possível "continuar pela metade na União Europeia" sem obrigações, mas com vantagens


postado em 02/03/2018 09:15

A premiê britânica insistirá que o Reino Unido é
A premiê britânica insistirá que o Reino Unido é "um bom amigo e vizinho" (foto: Tolga Akmen / AFP)
Londres, Reino Unido - A primeira-ministra britânica Theresa May pedirá nesta sexta-feira (2/3) um acordo de livre comércio sem precedentes com a União Europeia (UE) depois do Brexit, em um discurso no qual admitirá que seu país terá que fazer sacrifícios e concessões.

Em um momento de tensão com Bruxelas pelas consequências da saída da UE na fronteira entre Irlanda e Irlanda do Norte, May insistirá que o Reino Unido quer ser "um bom amigo e vizinho" dos 27 países do bloco, antecipou um ministro.

Em seu discurso, semanas antes do início das discussões sobre o futuro comercial da relação, May argumentará que o Reino Unido deve ser livre para forjar seu próprio caminho longe das regras europeias.

Ao mesmo tempo, pedirá "o acordo mais amplo e profundo possível, que envolva mais setores e mais cooperação que qualquer atual acordo de livre comércio no mundo", segundo trechos do discurso que pronunciará no início da tarde.

May afirmará que o objetivo pode ser alcançado porque os dois lados partem do mesmo marco regulatório e estão alinhados, então não é necessário harmonizar dois sistemas.

O problema é que os líderes europeus advertiram Londres que não é possível continuar pela metade na UE, sem as obrigações mas com suas vantagens, e exigem que May demonstre realismo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade