Publicidade

Correio Braziliense

Trump diz que vai impor 'taxas recíprocas' a sócios comerciais

A imposição do presidente americano é com objetivo de reduzir o déficit comercial nos EUA


postado em 02/03/2018 13:10

(foto: Mandel Ngan / AFP)
(foto: Mandel Ngan / AFP)
Washington, Estados Unidos - O presidente Donald Trump anunciou nesta sexta-feira (2/3) seus planos para impor "taxas recíprocas" às importações de todos os sócios comerciais com o objetivo de reduzir o déficit comercial dos Estados Unidos.

"Quando um país tributa nossos produtos, digamos, em 50%, e nós tributamos o mesmo produto que entra em nosso país a zero, não é nem justo, nem inteligente", afirmou Trump. 

"Logo imporemos taxas recíprocas para que cobremos o mesmo que eles nos cobram", acrescentou.

"Com um déficit comercial de 800 bilhões de dólares, não temos opção", disse ainda.

Esta nova ameaça de "taxas recíprocas" a sócios comerciais acontece um dia depois que Trump, em uma reunião na Casa Branca com representantes da indústria siderúrgica americana, anunciou a decisão de impor a partir da próxima semana tarifas de importação de 25% para o aço e de 10% para o alumínio.


O anúncio provocou reações irritadas dos principais sócios comerciais dos Estados Unidos, como Canadá, União Europeia, Austrália e México

Mais cedo, Trump usou um tom desafiador para responder a essas críticas, dando a entender que uma guerra comercial seria bem-vinda.

"Quando um país (EUA) está perdendo bilhões de dólares no comércio com virtualmente todos os países com os quais faz negócios, guerras comerciais são boas, e fáceis de ganhar", escreveu Trump no Twitter.

"Por exemplo, quando estamos perdendo de US$ 100 bilhões com um certo país e eles ficam fofos, não negocie mais - nós ganhamos muito. É fácil!", escreveu o presidente.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade