Publicidade

Correio Braziliense

Porta-voz do Kremlin diz que morte de ex-espião não é problema da Rússia

O ex-espião Sergei Skripal havia trabalhado para os serviços especiais britânicos. O incidente ocorreu no Reino Unido, no último dia 4


postado em 12/03/2018 11:11 / atualizado em 12/03/2018 12:03

Sergei foi encontrado inconsciente em Salisbury, juntamente de sua filha Yulia(foto: Yuri Senatorov / Kommersant Photo / AFP)
Sergei foi encontrado inconsciente em Salisbury, juntamente de sua filha Yulia (foto: Yuri Senatorov / Kommersant Photo / AFP)
Moscou, Rússia - O envenenamento de um ex-agente duplo russo no Reino Unido "não é problema" da Rússia, declarou nesta segunda-feira (12/3) o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

"Não é nosso problema. O cidadão russo mencionado havia trabalhado para os serviços especiais britânicos, o incidente ocorreu em território britânico e não é de modo algum um problema da Rússia, nem de suas autoridades", declarou Peskov aos jornalistas.

"Não ouvi declarações de políticos britânicos de que a Rússia estaria envolvida", ressaltou Peskov, quando perguntado sobre as alegações da imprensa a respeito de uma eventual responsabilidade russa no caso.

Sergei Skripal, de 66 anos, e sua filha Yulia, de 33 anos, foram encontrados inconscientes em 4 de março em Salisbury, sul do Reino Unido, onde o ex-espião vivia.

Nesta segunda-feira, a primeira-ministra Theresa May fará uma declaração no Parlamento a este respeito.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade