Publicidade

Correio Braziliense

BBC denuncia ameaças do Irã contra jornalistas na ONU

O jornalista da BBC-Persa, Kasra Naji, disse à imprensa em Genebra que "mais de 20 (jornalistas) da BBC-Persa e seus parentes receberam ameaças de morte"


postado em 12/03/2018 16:48

A BBC denunciou nesta segunda-feira (12/3) que membros de seu serviço BBC-Persa baseados em Londres receberam ameaças de morte por seu trabalho. A emissora pediu para a ONU agir contra o Irã, em defesa da liberdade de imprensa.

E emissora pública britânica recorreu à Comissão de Direitos Humanos da ONU para denunciar a campanha de abuso por parte do governo iraniano contra seus jornalistas do serviço em farsi.

O jornalista da BBC-Persa, Kasra Naji, disse à imprensa em Genebra que "mais de 20 (jornalistas) da BBC-Persa e seus parentes receberam ameaças de morte".

Muitas pessoas solicitaram proteção policial na Grã-Bretanha, afirmou.

Isso acontece após o embaixador britânico da ONU em Genebra, Julian Braithwaite, condenar a atitude do Irã com a BBC durante uma reunião da Comissão de Direitos Humanos. 

"Pedimos que o Irã abandone imediatamente as acusações criminais contra os integrantes da BBC-Persa e deixe de assediar jornalistas e suas famílias", disse Braithwaite, aludindo a uma investigação aberta por Teerã contra a BBC-Persa por atentar "contra a segurança nacional do Irã".

Naji informou que a irmã de uma das jornalistas da BBC-Persa sediada em Londres foi presa no Irã em 2013 e passou 17 dias em uma cela solitária.

Autoridades iranianas indicaram que ela seria libertada se a jornalista saísse da BBC, ou espionasse seus colegas, segundo Naji.  

O representante do Irã na Comissão de Direitos Humanos, Mohamad-Javad Larijani, não se referiu às acusações da BBC durante sua intervenção no organismo nesta segunda.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade