Publicidade

Correio Braziliense

França também acusa Rússia de envenenar ex-espião no Reino Unido

O presidente francês Emmanuel Macron compartilha a opinião do Reino Unido sobre a culpa da morte de Sergei Skripal


postado em 15/03/2018 09:46

(foto: STEPHANE DE SAKUTIN / AFP)
(foto: STEPHANE DE SAKUTIN / AFP)
Paris, França - O presidente da França, Emmanuel Macron, "compartilha a opinião" do Reino Unido sobre a responsabilidade da Rússia no envenenamento de um ex-espião russo em solo britânico e considerou que "não há outra explicação possível" - indica um comunicado divulgado pelo Eliseu.

"Desde o início da semana, o Reino Unido manteve a França informada sobre as provas coletadas pelos investigadores britânicos e os elementos que demonstram a responsabilidade da Rússia no ataque. A França compartilha a opinião do Reino Unido de que não há outra explicação possível e expressa sua solidariedade a seu aliado", afirma a nota.

Macron e a premiê britânica, Theresa May, "concordam na importância da unidade europeia e transatlântica na resposta a este ato" e "continuarão em contato estreito nos próximos dias", acrescenta a Presidência francesa.

Na quarta-feira, May anunciou uma série de sanções contra a Rússia, entre elas a expulsão de 23 diplomatas russos e a interrupção dos contatos bilaterais, considerando Moscou "culpado" do envenenamento em seu território do ex-espião russo Serguei Skripal, de 66 anos, e de sua filha Yulia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade