Publicidade

Correio Braziliense

'Cometemos erros', admite Zuckerberg após escândalo do Facebook

"Temos a responsabilidade de proteger seus dados, se não pudermos, não merecemos servi-los", escreveu em seu mural Mark Zuckerberg em sua primeira reação pública desde que o escândalo veio à tona


postado em 21/03/2018 18:06

(foto: Justin Sullivan/Getty Images/AFP)
(foto: Justin Sullivan/Getty Images/AFP)


San Francisco, Estados Unidos - O presidente do Facebook, Mark Zuckerberg, rompeu o silêncio nesta quarta-feira (21/3) sobre o escândalo do uso de dados pessoais em sua rede social, assegurando que a empresa cometeu erros e deve fazer mais para resolver o problema.

"Temos a responsabilidade de proteger seus dados, se não pudermos, não merecemos servi-los", escreveu em seu mural Mark Zuckerberg em sua primeira reação pública desde que o escândalo veio à tona. 

"Tenho trabalhado para entender exatamente o que houve e como assegurar que não aconteça de novo", destacou. "As medidas mais importantes para evitar que isto aconteça novamente já foram tomadas anos atrás, mas nós também cometemos erros, há mais [trabalho] a fazer".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade