Publicidade

Correio Braziliense

Rússia diz que expulsão de seus diplomatas é 'gesto de provocação'

O ministro russo de Relações Exteriores afirmou, em comunicado, que a decisão inamistosa da UE não ficará sem reposta


postado em 26/03/2018 12:30

Moscou, Rússia - A expulsão em massa de diplomatas russos por vários países, anunciada nesta segunda-feira, é um gesto provocador e esta decisão inamistosa não ficará sem reposta", indicou o ministério das Relações Exteriores russo em um comunicado.

A União Europeia anunciou a expulsão de 14 diplomatas, segundo o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

"Medidas adicionais, incluindo novas expulsões, não estão excluídas nos próximos dias e próximas semanas", acrescentou Tusk.

Entre os países que anunciaram a expulsão de diplomatas russos, estão Alemanha (quatro expulsos), França (quatro), República Tcheca (três), Itália (dois), Dinamarca (dois), Ucrânia (treze) e Polônia (quatro).

Os Estados Unidos também anunciaram nesta segunda-feira a expulsão de 60 "espiões" russos e o fechamento do consulado da Rússia em Seattle (noroeste).

Washington disse ainda que está disposto a construir melhores relações com Moscou, mas que isso só será possível "com uma mudança no comportamento do governo da Rússia".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade