Publicidade

Correio Braziliense

Paquistão prende dez homens envolvidos em um estupro de represália

Os estupros a modo de represália são comuns no Paquistão, estado patriarcal onde as mulheres lutam por seu direitos há décadas


postado em 27/03/2018 14:53

Islamabad, Paquistão - Dez homens foram detidos no centro do Paquistão por ter ordenado o estupro de uma mulher em represália a outro abuso sexual supostamente cometido pelo irmão da vítima.

"Um jovem de nome Waseem foi encontrado com uma adolescente de 16 anos e os vizinhos se juntaram para pedir que matasse o rapaz", declarou à AFP Naeem Yusuf, um policial de Toba Tek Singh, uma cidade do centro do país.

"A família do jovem propôs então à família da mulher que poderia estuprar qualquer uma de suas mulheres", continuou. A irmã do jovem, de 40 anos, foi então escolhida para ser estuprada por um irmão da primeira vítima em 20 de março.

Segundo Naeem Yusuf, as duas famílias assinaram um acordo por escrito estipulando que o incidente seria esquecido pelas duas partes. Mas uma cópia do documento chegou à polícia e foi iniciado então um procedimento contra as dez pessoas que assinaram o acordo, todos os homens das duas famílias, que foram presos.

Os estupros a modo de represália são comuns no Paquistão, estado patriarcal onde as mulheres lutam por seu direitos há décadas. O estupro serve para resolver disputadas mais rapidamente, sem a interferência da justiça. São conselhos locais, compostos por anciãos, que decidem esse tipo de troca.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade