Publicidade

Correio Braziliense

Família síria carregará a cruz da Sexta-Feira Santa no Coliseu de Roma

A cruz também será carregada por freiras dominicanas do Iraque


postado em 30/03/2018 15:17

(foto: Filippo MONTEFORTE / AFP)
(foto: Filippo MONTEFORTE / AFP)
 
Uma família síria foi escolhida para carregar a cruz na noite desta sexta-feira no Coliseu, no coração de Roma, que conta com fortes medidas de segurança para a tradicional Via Crucis presidida pelo papa Francisco, anunciou o Vaticano.

As autoridades deslocaram cerca de 10.000 membros das forças de segurança em toda Roma para garantir a segurança durante as celebrações presididas pelo papa durante o final de semana de Páscoa. O ministro do Interior italiano, Marco Minniti, reafirmou nesta semana o nível elevado de risco de atentado na Itália.

A Via Crucis no Coliseu nesta sexta-feira à noite estará sob vigilância particular, assim como a missa de Páscoa neste domingo na praça São Pedro, dois eventos em que se prevê o reforço da segurança. 

A Via Crucis revive as etapas do calvário de Jesus, de sua condenação à morte até sua crucificação e sepultura.

Um casal de sírios e seus três filhos carregará a cruz em uma das 14 estações. A cruz também será carregada por freiras dominicanas do Iraque.

Os textos que acompanham as estações foram escritos este ano por quinze jovens, de 16 a 27 anos. Foi uma maneira de lembrar que o papa quer dedicar este ano aos jovens, cujas preocupações devem estar no centro de um sínodo (reunião de bispos do mundo inteiro) em outubro deste ano.

No final da tarde desta sexta-feira, o pontífice presidiu uma celebração de orações na basílica de São Pedro.

À noite irá ao Coliseu para a Via Crucis, que começará às 19H15 GMT.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade