Publicidade

Correio Braziliense

Trump critica Amazon novamente, por práticas fiscais e correio postal

Na quinta-feira, Trump já havia se manifestado publicamente sobre este tema em um tuíte, em relação aos poucos impostos que, na sua opinião, a Amazon pagava nos Estados Unidos


postado em 31/03/2018 15:04

(foto: Mandel Ngan/AFP)
(foto: Mandel Ngan/AFP)

Washington, Estados Unidos - Pela segunda vez nos últimos três dias, o presidente Donald Trump fez neste sábado duras críticas contra a Amazon, grupo do homem mais rico do mundo, Jeff Bezos, por suas práticas fiscais e sua utilização do correio postal dos Estados Unidos.

"Enquanto falamos sobre o tema, foi informado que os Correios dos Estados Unidos perde 1,50 dólares em média por cada pacote entregue pela Amazon. Isso equivale a milhões de dólares", escreveu Trump em sua primeira mensagem no Twitter neste sábado.

O presidente disse que o jornal The New York Times afirmou que "'o tamanho da equipe de lobby do grupo disparou'". 

Depois atacou o jornal The Washington Post, também propriedade de Bezos, dizendo em outro tuíte que esses supostos grupos de pressão da Amazon "não incluem o Fake Washington Post, que atua como 'lobista' e deveria REGISTRAR-SE como tal". 

"Se o Correio 'aumentasse seus preços para os pacotes, os custos de entrega da Amazon aumentariam em 2,6 bilhões de dólares'. Esta estafa aos Correios deve parar, a Amazon deve pagar os custos reais (e os impostos) agora!", conclui o presidente. 

O Washington Post respondeu rapidamente a essas acusações em uma matéria on-line em que informa sobre esses tuítes: "The Post funciona com independência da Amazon, embora este veículo seja propriedade pessoal de Jeffrey P. Bezos, o fundador e dirigente da Amazon". 

Na quinta-feira, Trump já havia se manifestado publicamente sobre este tema em um tuíte, em relação aos poucos impostos que, na sua opinião, a Amazon pagava nos Estados Unidos. No dia anterior, os rumores sobre sua disposição de pôr fim ao poder da Amazon fez cair o preço das suas ações no mercado financeiro. 

Embora a antipatia do presidente americano pelo fundador da Amazon seja bem conhecida, o caso foi relançado na quarta-feira por um artigo no site Axios que indicava a "obsessão" do presidente americano pela Amazon e seu desejo de atacar o grupo através de leis antimonopólio.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade