Publicidade

Correio Braziliense

China pede a UE para atuar juntos contra o protecionismo dos EUA

"Os Estados Unidos dão as costas às regras reconhecidas internacionalmente", afirmou o embaixador chinês ante ao bloco econômico


postado em 06/04/2018 10:42

Bruxelas, Bélgica - A China pediu nesta sexta-feira (6/4) à União Europeia que atuem juntos contra o protecionismo dos Estados Unidos, em um momento de tensão entre Pequim e a administração Trump em plena guerra comercial.

"A China e a União Europeia têm por responsabilidade fazer respeitar a ordem comercial multilateral baseado em regras. Temos que agir juntos", afirmou o embaixador chinês ante a UE, Zhang Ming, em uma declaração contra o protecionismo americano.
Também criticou as decisões americanas "tipicamente unilaterais e protecionistas, que criam um precedente muito ruim".

"Os Estados Unidos dão as costas às regras reconhecidas internacionalmente", acrescentou, alertando contra "o retorno da lei da selva" no comércio internacional.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade