Publicidade

Correio Braziliense

Donald Trump elogia ataque na Síria nas redes sociais: "Missão cumprida"

"Não poderia ter um resultado melhor," disse o presidente norte-americano


postado em 14/04/2018 10:22 / atualizado em 14/04/2018 11:39

(foto: AFP / Mandel NGAN )
(foto: AFP / Mandel NGAN )

 

O presidente Donald Trump elogiou neste sábado o ataque aéreo seletivo executado contra o regime sírio por Estados Unidos, Grã-Bretanha e França e afirmou que "não poderia ter um resultado melhor". "Um ataque perfeitamente executado na noite passada. Obrigado a França e Reino Unido por sua sabedoria e pelo poder de suas excelentes forças militares", escreveu Trump no Twitter. "Não poderia ter um resultado melhor. Missão Cumprida!", completou.

Já a porta-voz do Pentágono, Dana White, afirmou que o ataque seletivo realizado por forças dos Estados Unidos, França e Grã-Bretanha na Síria conseguiu atingir todos os alvos que foram estabelecidos. "Nós atingimos com sucesso todos os alvos", disse White, contra-atacando a versão da Rússia de que dezenas de mísseis foram interceptados. "Nós não buscamos um conflito na Síria, mas não podemos permitir violações tão graves da lei internacional", completou.




Os bombardeios ocidentais atingiram três locais vinculados ao programa do arsenal químico do regime de Bashar al-Assad, localizados perto de Damascoe e na região central do país, de acordo com Washington, Paris e Londres.

A ação foi uma resposta ao suposto ataque químico de 7 de abril em Duma, perto da capital síria, atribuído pelas potências ocidentais ao regime de Damasco. Trump anunciou a ação militar contra o governo de Bashar al-Assad em um discurso na Casa Branca na sexta-feira à noite, depois de chamar o suposto ataque químico da semana passada como os "crimes de um monstro".

Em 2003, o então presidente americano George W. Bush anunciou o fim das principais operações de combate no Iraque a bordo de um porta-aviões que retornava do Golfo, com uma faixa que dizia "Missão Cumprida" atrás dele, uma declaração que se mostrou prematura.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade