Publicidade

Correio Braziliense

EUA negam refúgio para vítimas de violência doméstica ou de gangues

"Uma pessoa pode sofrer ameaças e violência em um país estrangeiro por muitas razões relacionadas às circunstâncias sociais, econômicas e familiares. Mas o estatuto de refúgio não oferece uma solução a essa má sorte", apontou o procurador


postado em 11/06/2018 17:44

Washington, Estados Unidos -O procurador-geral dos Estados Unidos, Jeff Sessions, determinou nesta segunda-feira que a exposição à violência doméstica ou de organizações criminosas não deve motivar o reconhecimento do direito ao refúgio.

"Uma pessoa pode sofrer ameaças e violência em um país estrangeiro por muitas razões relacionadas às circunstâncias sociais, econômicas e familiares. Mas o estatuto de refúgio não oferece uma solução a essa má sorte", apontou o procurador.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade