Publicidade

Correio Braziliense

Campanha busca médico na Rússia para brasileiro internado compulsoriamente

Autoridades locais dizem que o brasileiro apresentou um "comportamento estranho" no Aeroporto de São Petersburgo pouco antes de embarcar e, por isso, foi detido


postado em 27/06/2018 08:14

Pelo WhatsApp, cerca de 60 pessoas buscam possíveis médicos na Rússia(foto: Reprodução/Twitter)
Pelo WhatsApp, cerca de 60 pessoas buscam possíveis médicos na Rússia (foto: Reprodução/Twitter)
Familiares e amigos fazem uma campanha de mobilização para encontrar um médico brasileiro que possa atender o engenheiro cearense Leonardo Pestana, de 27 anos, que teria sido internado compulsoriamente há dez dias em uma instituição psiquiátrica russa. 

Segundo familiares, autoridades locais dizem que o brasileiro apresentou um "comportamento estranho" no Aeroporto de São Petersburgo pouco antes de embarcar e, por isso, foi detido no dia 16 e internado para tratamento. Desde a data, ele só pôde contatar a família em uma ocasião. Nesta quarta-feira (27/6), deve voltar a ter contato com a mãe.

Pelo WhatsApp, cerca de 60 pessoas buscam possíveis médicos na Rússia. "A mobilização está se espalhando", afirmou o estudante de Administração Marcos César Batista, de 26 anos, um dos coordenadores da campanha #SoltemoLeo. O Ministério das Relações Exteriores disse que o caso está sendo acompanhado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade