Publicidade

Correio Braziliense

Mike Pence examinará situação da Venezuela em visita ao Equador

Pence, que chegou do Brasil, se reunirá com Lenín Moreno na quinta-feira


postado em 27/06/2018 21:21

O vice-presidente Mike Pence visita os refugiados venezuelanos no Centro Humanitário de Santa Catarina em Manaus, no norte do Brasil, em 27 de junho de 2018 (foto: AFP / Ricardo OLIVEIRA )
O vice-presidente Mike Pence visita os refugiados venezuelanos no Centro Humanitário de Santa Catarina em Manaus, no norte do Brasil, em 27 de junho de 2018 (foto: AFP / Ricardo OLIVEIRA )

 

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, chegou nesta quarta-feira (27) de visita a Quito para analisar a situação na Venezuela com o presidente equatoriano, Lenín Moreno.

Pence, que chegou do Brasil, se reunirá com Moreno na quinta-feira no Palácio de Carondelet para "falar sobre a agenda bilateral dos dois países", disse à imprensa o chanceler equatoriano, José Valencia, pouco antes de receber o funcionário americano.

"Com certeza o tema da Venezuela será abordado. Não posso adiantar em que medida ou de que forma essa conversa acontecerá", acrescentou o diplomata.

Em sua recente reunião anual, a Organização dos Estados Americanos (OEA) decidiu declarar ilegítima a reeleição de Maduro e pediu que apliquem os mecanismos da Carta Democrática Interamericana por "alteração da ordem constitucional" na Venezuela.

Embora tenha preferido se abster de votar a medida da OEA promovida por Pence, a administração de Moreno falou em a Venezuela realizar uma consulta popular sobre a legitimidade da reeleição de Maduro como "saída democrática" à crise no país.

No aeroporto de Quito, Valencia disse que do encontro entre Pence e Moreno "sairão entendimentos, resultados em benefício" mútuo.

Está previsto que às 15h00 GMT (12h00 de Brasília) de quinta-feira os líderes façam uma declaração conjunta antes da viagem de Pence à Guatemala, onde se reunirá com os líderes desse país e de Honduras, bem como com seu homólogo salvadorenho, para discutir a crise migratória na fronteira sul dos Estados Unidos.

O chanceler equatoriano antecipou na terça-feira que outras questões "substanciais" que serão debatidas entre Pence e Moreno girarão em torno de segurança e defesa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade