Publicidade

Correio Braziliense

Rússia avisa que não vai reconhecer as novas atribuições da OPAQ

Na quarta-feira, 82 países da OPAQ votaram a favor de uma proposta do Reino Unido


postado em 28/06/2018 07:36

Moscou, Rússia - A Rússia não reconhecerá as novas atribuições da Organização para a Proibição das Armas Químicas (OPAQ), que desde quarta-feira (27/6) está habilitada para designar os países que utilizam este tipo de armamento na Síria.

"As perspectivas e o futuro desta convenção são cada vez mais confusos. Evidentemente não reconhecemos como legítimas as atividades deste novo suposto mecanismo de arbitragem", afirmou o vice-ministro das Relações Exteriores, Serguéi Riabkov.

Na quarta-feira, 82 países da OPAQ votaram a favor de uma proposta do Reino Unido, apoiada por França e Estados Unidos, para reforçar o papel da organização em identificar os responsáveis pelo uso de armas químicas.

Outros 24 países votaram contra, incluindo a Síria, acusada de usar armas químicas, e a Rússia, aliada militar de Damasco desde 2015 e acusada de envenenar um ex-espião russo na Inglaterra.

"A votação representa um golpe muito duro para a convenção e a OPAQ", disse Riabkov.

A organização publicará em breve um relatório sobre o suposto ataque com gás sarin e cloro ocorrido em 7 de abril em Duma, perto de Damasco (Síria). A Rússia afirmou diversas vezes que este ataque foi uma encenação.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade