Publicidade

Correio Braziliense

Bombardeios aéreos russo matam ao menos 22 civis no sul da Síria

Dezessete das 22 vítimas, incluindo cinco crianças, morreram quando estavam refugiadas no porão de uma casa da localidade de Al-Mseifra


postado em 28/06/2018 08:40

Beirute, Líbano - Ao menos 22 civis morreram nesta quinta-feira na província de Deraa, sul da Síria, em bombardeios aéreos atribuídos à aviação russa, no âmbito de uma ofensiva do regime de Damasco e de seu aliado Moscou nesta região.

Dezessete das 22 vítimas, incluindo cinco crianças,  morreram quando estavam refugiadas no porão de uma casa da localidade de Al-Mseifra, informou a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Depois de consolidar seu poder na capital Damasco e arredores, o regime de Bashar al-Assad se concentra agora no sul, uma região crucial, próxima da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, parcialmente ocupadas por Israel.

Desde 19 de junho, as forças do regime intensificaram os bombardeios na província de Deraa e depois iniciaram uma ofensiva contra os bairros rebeldes da cidade de mesmo nome.

Até agora o sul da Síria registrava uma calma relativa, em um país devastado por uma complexa guerra iniciada em 2011 e que deixou mais de 350.000 mortos.

O regime sírio, que conquistou vitórias desde que passou a receber apoio militar russo, controla 65% do território do país e pretende estabelecer seu poder no conjunto do país.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade