Publicidade

Correio Braziliense

França cria unidade de acompanhamento de terroristas detidos

Cerca de 450 presos terroristas ou radicalizados sairão em liberdade no final de 2019


postado em 13/07/2018 10:13

O premier francês também anunciou que será reforçado o acompanhamento de pessoas sob controle judicial (foto: Ludovic Marin/AFP)
O premier francês também anunciou que será reforçado o acompanhamento de pessoas sob controle judicial (foto: Ludovic Marin/AFP)

 
Levallois-Perret, França - O primeiro-ministro francês Édouard Philippe anunciou nesta sexta-feira a criação de uma "célula específica" de acompanhamento para os terrorista detidos ou radicalizados que deixem a prisão, uma nova medida destinada à luta antiterrorista na França.

Cerca de 450 presos terroristas ou radicalizados sairão em liberdade no final de 2019, explicou Philippe, durante um discurso na sede da Direção Geral de Segurança Interna (DGSI).

Esta "célula específica" fará parte da Unidade de Coordenação da Luta Antiterrorista (UCLAT) e reforçará os serviços de informação nas prisões.

O premier francês também anunciou que será reforçado o acompanhamento de pessoas sob controle judicial e ratificou a vontade de seu executivo de criar uma Procuradoria Nacional Antiterrorismo, uma medida criticada por muitos juízes.

Depois dos atentados de janeiro e novembro de 2015, a França vive sob a ameaça do terrorismo jihadista, que provocou a morte de 246 pessoas durante os últimos três anos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade