Publicidade

Correio Braziliense

Procurador dos EUA indicia 12 agentes russos por hackearem partido

A denúncia foi elaborada e escrita pelo procurador especial Robert Mueller, responsável por uma investigação sobre a suspeita de ingerência da Rússia na eleição presidencial americana de 2016


postado em 13/07/2018 14:50

(foto: Spencer Platt/AFP)
(foto: Spencer Platt/AFP)
Washington, Estados Unidos
-Um grupo de 12 agentes russos da Inteligência foi indiciado por hackear e-mails do Partido Democrata em 2016 - anunciou o procurador-geral adjunto dos Estados Unidos, Rod Rosenstein, nesta sexta-feira (13).

A denúncia foi elaborada e escrita pelo procurador especial Robert Mueller, responsável por uma investigação sobre a suspeita de ingerência da Rússia na eleição presidencial americana de 2016.

Esse anúncio surge a poucos dias da reunião entre o presidente Donald Trump e seu colega russo, Vladimir Putin, em Helsinque, na próxima segunda-feira.

De acordo com Rosenstein, os 12 agentes russos de Inteligência foram indiciados por "conspirar para interferir nas eleições presidenciais de 2016", incluindo a ciberpirataria dos e-mails do Partido Democrata.

Por isso, 11 dos agentes também foram indiciados por "conspirar para invadir computadores, roubar documentos e distribuir documentos com a intenção de interferir" na eleição.

O agente restante foi acusado de "conspirar para se infiltrar nos computadores de entidades no gerenciamento de eleições".

De acordo com Rosenstein, ele mesmo informou Trump sobre as acusações antes de anunciá-las nesta sexta-feira.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade