Publicidade

Correio Braziliense

Jornalista é assassinado no sul da Síria, segundo imprensa estatal

Desde março de 2011, mais de 350.000 pessoas morreram na guerra na Síria


postado em 16/07/2018 15:57

Desde março de 2011, mais de 350.000 pessoas morreram na guerra na Síria(foto: Ahmad al-Msalam / AFP)
Desde março de 2011, mais de 350.000 pessoas morreram na guerra na Síria (foto: Ahmad al-Msalam / AFP)

 
Um jornalista sírio que trabalhava para uma rede de televisão pró-regime foi assassinado na província de Quneitra, no sul do país, onde as forças governamentais estão combatendo contra os rebeldes, informaram veículos de comunicação estatais nesta segunda-feira, 16/7.

As forças governamentais bombardearam o território controlado pelos rebeldes na região, para recuperar uma zona de Masshara que bordeia as Colinas de Golã anexadas por Israel.

O jornalista Mustafa Salama, morreu na província de Quneitra depois de ter sido "ferido pelos bombardeios de grupos terroristas na área de Masshara", informou a agência oficial de notícias Sana.

A rede Sama, para a qual ele trabalhava, o descreveu como um "herói" e disse que ele morreu "enquanto cobria o avanço do exército árabe sírio na frente de Quneitra".

Desde março de 2011, mais de 350.000 pessoas morreram na guerra na Síria.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade