Publicidade

Correio Braziliense

Bilionário Elon Musk pede perdão após chamar espeleólogo de pedófilo

O bilionário americano atacou Unsworth depois que ele classificou de manobra publicitária a oferta de Musk de enviar um minissubmarino para retirar os meninos da caverna inundada


postado em 18/07/2018 07:23

(foto: Peter Parks/AFP)
(foto: Peter Parks/AFP)


Washington, Estados Unidos - O fundador da SpaceX e diretor-executivo da Tesla, Elon Musk, pediu desculpas nesta quarta-feira (18) ao espeleólogo britânico Vernon Unsworth que participou do resgate de 12 garotos tailandeses junto com seu treinador, após tê-lo chamado de "pedófilo".

O bilionário americano atacou Unsworth depois que ele classificou de manobra publicitária a oferta de Musk de enviar um minissubmarino para retirar os meninos da caverna inundada.

As ações do fabricante de automóveis caíram na Bolsa depois do ataque no Twitter, e as críticas a Musk se multiplicaram nas redes sociais, onde alguns usuários chegaram a colocar em dúvida sua saúde mental e sua capacidade para dirigir uma empresa.

"Suas ações contra mim não justificam minhas ações contra ele e, por isso, peço desculpas ao senhor Unsworth e às companhias que represento como dirigente", declarou Musk no Twitter.

"A culpa é minha e apenas minha", completou.

Os meninos saíram na semana passada da caverna de Tham Luang, onde ficaram presos desde 23 de junho, graças a uma operação de salvamento realizada por uma equipe internacional.

Vernon Unsworth, que vive parte do ano na Tailândia e deu indicações topográficas aos socorristas, disse à AFP ter a intenção de processar o empresário.

O britânico considerou que o protótipo de Elon Musk não tinha "absolutamente qualquer possibilidade de funcionar". Pode "enfiar seu submarino onde quiser", afirmou.

Com 22 milhões de seguidores no Twitter, Musk se referiu a Unsworth em uma série de tuítes, sem citá-lo. Chamou-o de "pedo", diminutivo em inglês para pedófilo. Depois, Musk apagou os tuítes.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade