Publicidade

Correio Braziliense

Justiça espanhola retira ordem de prisão internacional contra Puigdemont

A decisão implica que os seis poderão circular pelo exterior sem ameaça de serem extraditados


postado em 19/07/2018 11:51

Puigdemont pediu, além disso, à justiça espanhola que
Puigdemont pediu, além disso, à justiça espanhola que "revogue a prisão preventiva" de nove dirigentes separatistas (foto: Tobias Schwarz/AFP )

 
Madri, Espanha - O juiz espanhol decidiu nesta quinta-feira retirar a ordem internacional de prisão contra o ex-presidente regional da Catalunha Carles Puigdemont e outros cinco líderes separatistas instalados no exterior.

A decisão implica que os seis poderão circular pelo exterior sem ameaça de serem extraditados. 

Na Espanha, no entanto, seguem vigentes as respectivas ordens, e, caso voltem ao país, serão detidos.

O Supremo Tribunal espanhol tomou esta decisão depois que um tribunal da Alemanha, onde Puigdemont se encontra, descartou recentemente a possibilidade de extraditá-lo pela acusação de rebelião, crime punido com até 25 anos de prisão.

Com a decisão, ficam levantadas as ordens de internacionais de prisão emitidas contra Puigdemont e outros cinco separatistas, membros de seu governo.

Ao todo, são 25 figuras do separatismo catalão processadas por sua participação na infrutífera tentativa de secessão unilateral da Catalunha no ano passado.

Puigdemont reagiu à notícia afirmando que a decisão mostra "a fragilidade imensa" do processo judicial contra ele e seus companheiros.

Em mensagem no Twitter, Puigdemont pediu, além disso, à justiça espanhola que "revogue a prisão preventiva" de nove dirigentes separatistas presos na Espanha por seu papel na tentativa de secessão da Catalunha.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade