Publicidade

Correio Braziliense

Guardia e Ilan participam de reunião do G20 na Argentina

Além das plenárias oficiais, os ministros têm hoje reuniões bilaterais com dirigentes dos Estados Unidos, Turquia e Reino Unido, além do Fundo Monetário Internacional (FMI)


postado em 21/07/2018 16:01

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, e o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, começam na manhã deste sábado (21), em Buenos Aires, a participação da reunião ministerial do G20, grupo formado pelos países mais ricos do mundo. Além das plenárias oficiais, os ministros têm hoje reuniões bilaterais com dirigentes dos Estados Unidos, Turquia e Reino Unido, além do Fundo Monetário Internacional (FMI).

 

Ilan começou a agenda cedo neste sábado, às 8h30, com encontro com o presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), Jerome Powell. Em seguida, ele e Guardia participaram do início da reunião dos Brics, grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, que ocorre neste sábado na capital argentina e antecede o encontro de cúpula, na semana que vem. Um dos destaques da agenda de hoje é a participação de Guardia, às 14h30, em um painel sobre riscos para a economia global.

 

Ele será um dos principais palestrantes. Em seguida, o ministro participa de outro painel, que tem como tema central o futuro do trabalho. Todos os eventos são fechados à imprensa. Nas reuniões bilaterais, Guardia tem encontro reservado com o chanceler do Erário do Reino Unido, Philip Hammond, e com o ministro das Finanças da Turquia, Berat Albayrak. Já Ilan tem encontro com Martin Mühleisen, Diretor do Departamento de Estratégia, Políticas e Avaliação do FMI.

 

Em seguida, faz reunião com seu colega, o presidente do BC da Argentina, Luis Caputo, que assumiu o comando da instituição recentemente, em meio à crise cambial que fez o dólar disparar 50% este ano no país, a maior desvalorização entre as principais economias do mundo. Ilan é acompanhado nas reuniões pelo diretor de Assuntos Internacionais e de Gestão de Riscos Corporativos do BC, Tiago Couto Berriel, e pelo chefe de gabinete do presidente, Leonardo Martins Nogueira.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade