Publicidade

Correio Braziliense

Sequestrador se rende após matar uma pessoa em um mercado na Califórnia

No mercado, o atirador fez vários reféns, entre funcionários e fregueses


postado em 22/07/2018 10:32

(foto: Robyn Beck/AFP)
(foto: Robyn Beck/AFP)

 
Los Angeles, Estados Unidos - Um atirador fez reféns dentro de um mercado na cidade de Los Angeles na noite de sábado e matou uma mulher antes de se render à polícia.

O drama começou quando o suspeito, envolvido em uma briga de família atirou em sua avó e uma outra mulher", contou o sargento Barry Montgomery aos jornalistas. "O suspeito fugiu no carro de sua avó levando uma mulher com ele e depois invadiu o mercado Trader Joe's", prosseguiu.

Cercado por policiais, ele disparou várias vezes de dentro do mercado", acrescentou o chefe da polícia, Michel Moore.

Durante a troca de tiros, o suspeito foi ferido no braço e uma mulher morreu dentro da loja, informou ainda o prefeito Eric Garcetti. "Lamento informar a vocês que houve uma morte dentro do local, de uma mulher", declarou Garcetti, que não identificou a vítima.

No mercado, o atirador fez vários reféns, entre funcionários e fregueses.

A polícia conseguiu a resgatar algumas pessoas que conseguiram fugir pelos fundos da loja e o sequestrador também libertou alguns fregueses.

Cerca de três horas depois do cerco, as negociações levaram o suspeito a se entregar e ser rendindo por oficiais da SWAT.

A situação foi controlada por dezenas de policiais e bombeiros enviados ao local. Don Kohles was standing outside the store when the suspect's car slammed into a pole. O presidente Donald Trump foi informado e acompanhou a situação até seu desfecho.

Devin Field, um freguês que estava chegando à loja no momento em que os disparos começaram, descreveu sua exeperiência em uma série de tuítes.

"Eu estava para entrar quando um carro... fugindo da polícia surgiu do nada bem na entrada. O atirador saiu e começou a disparpara contra os tiras. Eu me escondi atrás de uma parece junto com três policiais até que eles conseguiram me tirar de lá", escreveu Field, identificado no Twitter como um dos roteiristas do talk-show Jimmy Kimmel Live.

"O atirador entrou atirando. Ele foi para os fundos e fez reféns. Os funcionários escaparam por saídas de emergências. Eles disseram que havia sangue por todo o chão", escreveu ainda.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade