Publicidade

Correio Braziliense

México e Canadá defendem formato trilateral do Nafta

O presidente mexicano, recém eleito, Andres Obrador e a ministra das Relações Exteriores Chrystia Freeland se encontraram nesta quarta-feira, 25/7


postado em 25/07/2018 19:43

O presidente mexicano, recém eleito, Andres Obrador e a ministra das Relações Exteriores Chrystia Freeland se encontraram nesta quarta-feira, 25/7(foto: HO / Andres Manuel Lopez Obrador's Press Office / AFP)
O presidente mexicano, recém eleito, Andres Obrador e a ministra das Relações Exteriores Chrystia Freeland se encontraram nesta quarta-feira, 25/7 (foto: HO / Andres Manuel Lopez Obrador's Press Office / AFP)

 
México e Canadá discutiram nesta quarta-feira (25/7) a modernização do Nafta e afirmaram que este tratado de livre-comércio também integrado pelos Estados Unidos deve ser mantido em seu formato trilateral.

"Tivemos uma conversa bilateral entre México e Canadá, como amanhã (quinta-feira) haverá uma conversa bilateral entre Estados Unidos e México, em um processo que conserva sua essência, sua natureza, que é trilateral", disse o chanceler mexicano, Luis Videgaray, depois do encontro com a representante das Relações Exteriores canadense, Chrystia Freeland.

"O Canadá acredita no Nafta como um acordo trilateral e isso é simplesmente uma realidade", declarou Freeland, cujo governo, como o do México, não admite a ideia do presidente Donald Trump de substituir o atual tratado por acordos bilaterais.

Ambos os chanceleres e o ministro da Economia mexicano, Ildefonso Guajardo, expressaram otimismo sobre as negociações para modernizar o Nafta, que já duram 11 meses e que têm sido travadas por duras posições dos EUA.

"Conseguimos um avanço significativo e o Canadá também acredita que a modernização do Nafta com um resultado em que todos ganham é absolutamente alcançável e é algo em que estamos trabalhando duro", disse Freeland, chefe da equipe negociadora de seu país.

O ministro Guajardo, líder negociador mexicano, afirmou que "praticamente dois terços" da modernização do acordo já estão construídas.

Freeland também se reuniu por duas horas a portas fechadas com o presidente recém-eleito no México, Andrés Manuel López Obrador, para discutir comércio, investimentos e migração. 

Na "exitosa" reunião, ambos celebraram sua "convergência de princípios", expressou Marcelo Ebrard, a quem López Obrador nomeou como próximo chanceler.

Para López Obrador, o Nafta deve permanecer trilateral. "Deve e pode ser modernizado, mas não achamos que tenha uma natureza distinta da que tem hoje", disse Ebrard.

Na reunião, também se falou sobre a necessidade de que as empresas canadenses que operam no México cumpram as mesmas normas ambientais e trabalhistas de seu país e a eventual participação de Canadá em projetos de investimentos mexicanos, sobretudo no setor ferroviário.

Guajardo e Videgaray retomarão nesta quinta-feira, 26/7, em Washington, o diálogo com os representantes americanos em reuniões das quais também participarão, como observadores, futuros funcionários do governo do presidente eleito do México, Andrés Manuel López Obrador, que assumirá em 1º de dezembro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade