Publicidade

Correio Braziliense

Rússia minimiza declaração dos Estados Unidos sobre a Crimeia

Na quarta-feira, o governo americano reforçou sua rejeição à anexação da península ucraniana da Crimeia por parte da Rússia


postado em 26/07/2018 07:15

Moscou, Rússia - A diplomacia russa minimizou, nesta quinta-feira (26/7), a "declaração sobre a Crimeia" divulgada ontem pelos Estados Unidos, na qual Washington diz que nunca reconhecerá a anexação por parte da Rússia dessa península ucraniana.

"Conhecemos o preço dessas 'declarações cruciais'", ironizou a porta-voz do Ministério russo das Relações Exteriores, Maria Zakharova, em uma mensagem em sua página no Facebook, destacando que, em outras ocasiões, os Estados Unidos mudaram de opinião - a exemplo do acordo nuclear com o Irã.

Na quarta-feira, o governo americano reforçou sua rejeição à anexação da península ucraniana da Crimeia por parte da Rússia, pouco antes de o secretário de Estado, Mike Pompeo, testemunhar no Congresso sobre a política externa do governo Donald Trump.

"Em acordo com aliados, sócios e a comunidade internacional, os Estados Unidos rejeitam a tentativa de anexação da Crimeia por parte da Rússia e se comprometem a manter essa política até que se restabeleça a integridade territorial da Ucrânia", disse Pompeo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade