Publicidade

Correio Braziliense

EUA e México retomam conversas técnicas sobre Nafta

Os países esperam que a renovação do Tratado de Livre Comércio da América do Norte (Nafta) seja concluída antes do fim de agosto


postado em 27/07/2018 19:57

O presidente mexicano, recém eleito, Andres Obrador e a ministra das Relações Exteriores Chrystia Freeland se encontraram nesta quarta-feira, 25/7 para tratar sobre o Nafta(foto: Ronaldo Schemidt/AFP)
O presidente mexicano, recém eleito, Andres Obrador e a ministra das Relações Exteriores Chrystia Freeland se encontraram nesta quarta-feira, 25/7 para tratar sobre o Nafta (foto: Ronaldo Schemidt/AFP)

 
Washington, Estados Unidos - Delegados de México e Estados Unidos retomaram nesta sexta-feira (27/7), em Washington, conversações técnicas sobre a renovação do Tratado de Livre Comércio da América do Norte (Nafta), que esperam concluir antes do fim de agosto.

Os ministros mexicanos Ildefonso Guajardo (Economia) e Luis Videgaray (Relações Exteriores) se reuniram com o Representante Americano do Comércio, Robert Lighthizer, e o assessor presidencial, Jared Kushner.

Assim como na quinta-feira, 26/7, também participaram das reuniões o atual negociador-chefe da equipe mexicana, Kenneth Smith, e o negociador Jesús Seade, designado pelo presidente eleito Andrés Manuel López Obrador. 

No entanto, ao contrário da véspera, os funcionários dos dois países optaram por não fazer declarações à imprensa sobre o andamento das conversações.

"Ontem, o México fez algumas propostas e agora vamos continuar a discussão", disse Seade, ao chegar ao escritório de Lighthizer.

Guajardo, por sua vez, tentou dissipar qualquer dúvida sobre a posição mexicana sobre o caráter trilateral que as negociações sobre o Nafta devem ter.

"Temos que incluir o Canadá, seja de forma bilateral ou trilateral, em qualquer forma em que atuemos", comentou em inglês ao chegar para a reunião.

Guajardo recebeu na quarta-feira em seu gabinete a chanceler do Canadá, Chrystia Freeland, que ao final desta reunião reforçou que o Nafta é "um acordo trilateral", em um esforço para fechar a porta às tentativas de resolver a negociação mediante acordos bilaterais.

Nesta sexta-feira, Guajardo evitou comentar o estado atual das negociações em andamento em Washington, e apenas apontou que "entramos em acordo nos processos e métodos para resolver as questões" que estão pendentes.

Na quinta-feira, mexicanos e americanos expressaram a esperança em selar um acordo geral sobre o Nafta antes do fim de agosto para permitir que a ratificação ocorra ainda durante a presidência do mexicano Enrique Peña Nieto.

Ao falar no México a empresários do setor manufatureiro, nesta sexta, Peña Nieto manteve a ilusão de um acordo em agosto, mesmo tendo admitido que não se trate de uma data fatal.

"Hoje estamos decididos a imprimir maior velocidade, em poder avançar de forma importante (na renegociação do Nafta) ao longo do mês de agosto, não como data fatal, mas sim convencidos de que no mês de agosto poderemos chegar a algo importante", expressou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade