Publicidade

Correio Braziliense

Pompeo exigirá que países asiáticos cumpram sanções contra Coreia do Norte

O chefe da diplomacia americana participará viajará para o sudeste asiático em compromissos diplomáticos


postado em 31/07/2018 15:40

(foto: Andrew Caballero-Reynolds / AFP)
(foto: Andrew Caballero-Reynolds / AFP)

Washington, Estados Unidos - O chefe da diplomacia americana, Mike Pompeo, exigirá durante uma reunião que acontecerá esta semana em Singapura que os países asiáticos continuem aplicando as sanções contra a Coreia do Norte para forçá-la a abandonar seu programa nuclear.

Pompeo participará na sexta-feira (3/8) e no sábado (4/8) de várias reuniões ministeriais, incluindo o fórum regional da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), do qual a Coreia do Norte faz parte.

"A Coreia do Norte estará no mesmo recinto, então haverá discussões que a incluirão", declarou um funcionário do Departamento de Estado nesta terça-feira (31/7).

O funcionário não descartou uma reunião bilateral entre Pompeo e seu colega norte-coreano para dar seguimento às negociações que começaram na cúpula de Donald Trump e Kim Jong Un em 12 de junho. É "possível, é natural que muitos passos sejam dados, mas não temos nada a anunciar neste sentido", disse ele.

Em uma declaração conjunta com Trump, Kim Jong Un reiterou seu compromisso com uma "desnuclearização total da península coreana", mas os termos de como esse processo ocorreria são muito vagos.

Pompeo, que dirige essas negociações, visitou Pyongyang desde então, mas nenhum progresso concreto foi relatado. Muitos veem isso com preocupação, à medida que as sanções começam a se abrandar e há relatos de que a Coreia do Norte está avançando com seus programas nucleares e balísticos.

"Também continuamos preocupados" com o descumprimento das sanções contra a Coreia do Norte, disse o funcionário. 

A reunião regional em Singapura será "uma oportunidade muito boa" para o secretário de Estado "lembrar todos os países de suas obrigações", disse ele. "Todos os estados membros da ONU devem cumprir as sanções impostas pelo Conselho de Segurança".

Os Estados Unidos criticaram o relaxamento no cumprimento dessas sanções, especialmente por parte da Rússia e da China, que também estarão presentes neste fórum.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade