Publicidade

Correio Braziliense

Onda de violência deixa 11 mortos e dezenas de feridos em Chicago

A polícia atribuiu grande parte das mortes às gangues que proliferam nos bairros mais pobres do oeste e do sul da cidade.


postado em 06/08/2018 17:59 / atualizado em 06/08/2018 18:26

70 pessoas foram alcançadas por disparos entre a noite de sexta-feira e a madrugada de segunda. Um menino de 11 anos está entre os feridos(foto: Joshua Lott/AFP)
70 pessoas foram alcançadas por disparos entre a noite de sexta-feira e a madrugada de segunda. Um menino de 11 anos está entre os feridos (foto: Joshua Lott/AFP)

 
Washington, Estados Unidos - Pelo menos 11 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em vários tiroteios neste domingo (5) em uma onda de violência desatada neste fim de semana em Chicago, a terceira maior cidade dos Estados Unidos. 
 
A polícia atribuiu grande parte das mortes às gangues que proliferam nos bairros mais pobres do oeste e do sul da cidade.

Moradores ouviram diversos tiroteios durante a madrugada de sábado para domingo. Entre as vítimas, há bandidos e também inocentes.

Segundo o jornal Chicago Tribune, 70 pessoas foram alcançadas por disparos entre a noite de sexta-feira e a madrugada de segunda. Um menino de 11 anos está entre os feridos. 

Os tiros tiveram como alvos diversos grupos de pessoas, incluindo algumas que participavam em um funeral, segundo a polícia.

"Os incidentes de tiroteios ao acaso em nossas ruas são totalmente inaceitáveis", afirmou Fred Waller, comandante de patrulhas da polícia da cidade.

Chicago registrou em 2016 o índice de mortes violentas mais elevado em quase 20 anos. Waller, no entanto, informou que este ano no número de tiroteios caiu 30% e o número de assassinatos 25%. 

Contudo, segundo Waller, desde o começo deste ano os tiroteios diminuíram mais de 30% e o número de assassinatos caiu 25%. 

As autoridades apreenderam mais de 5.500 armas ilegais nas ruas da cidade, segundo o policial.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade