Publicidade

Correio Braziliense

Primeira-dama dos EUA, Melania Trump, retoma campanha contra ciberassédio

Melania Trump, retomou nesta segunda-feira (20) a sua campanha para combater o assédio cibernético, enquanto seu esposo ascende nas redes com insultos e críticas a quem considera seus opositores


postado em 20/08/2018 15:13

A primeira-dama pediu às empresas de tecnologia que ouçam mais as
A primeira-dama pediu às empresas de tecnologia que ouçam mais as "ideias e preocupações das crianças" sobre o assédio on-line (foto: AFP)
 
Washington, Estados Unidos - A primeira-dama dos Estados Unidos, Melania Trump, retomou nesta segunda-feira (20) a sua campanha para combater o assédio cibernético, enquanto seu esposo ascende nas redes com insultos e críticas a quem considera seus opositores. 

Em um edifício do Departamento de Saúde nos arredores de Washington, a primeira-dama pediu às empresas de tecnologia que ouçam mais as "ideias e preocupações das crianças" sobre o assédio on-line.

"Enfrentemos isto: a maioria das crianças é mais consciente das vantagens e dos inconvenientes das redes sociais do que alguns adultos", afirmou.

"Na sociedade global de hoje, as redes sociais são inevitavelmente parte da vida diária de nossos filhos. Isso pode ser usado de muitas maneiras positivas, mas também pode ser destrutivo e danoso quando usado incorretamente", acrescentou.

Desde que assumiu o cargo, Melania Trump tem falado com pouca frequência. A esposa do presidente americano deu entrada no hospital Walter Reed em 14 de maio pelo que seus assistentes chamaram de um problema renal "benigno", e teve alta alguns dias depois.

Sua campanha "Be best" se viu obscurecida em grande parte pelos insultos diários e pela intimidação pública de seu marido.

Nesta segunda de manhã, Trump tachou os advogados e procuradores que investigam a ingerência da Rússia nas eleições de 2016 de "desonra nacional".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade