Publicidade

Correio Braziliense

Altantia avalia potencial impacto caso perca licença após queda de ponte

O governo enviou carta a empresa solicitando que fosse elaborada uma defesa de conduta em relação a queda da ponte, deixando em aberto a possibilidade da revogação de suas licenças depois que várias autoridades do governo pressionaram publicamente pela medida.


postado em 22/08/2018 12:35 / atualizado em 22/08/2018 12:41

Ver galeria . 19 Fotos ANDREA LEONI/AFP
(foto: ANDREA LEONI/AFP )
 
Gênova, Itália - A Atlantia está avaliando o impacto potencial de uma medida do governo que pode privar a empresa de suas licenças, disse a empresa nesta quarta-feira (22/8) após uma reunião extraordinária da diretoria.

A reunião ocorreu depois que a ponte em Gênova caiu na semana passada, matando 43 pessoas.  A Atlantia, de propriedade majoritária da família Benetton, controla essa seção da rodovia e cerca de metade da rodovia de 6,4 quilômetros do país através de seu braço Autostrade per l'Italia.

A empresa disse que está avaliando as possíveis consequências de uma carta enviada na semana passada pelo governo. A carta pedia para defender sua conduta em relação ao colapso, deixando em aberto a possibilidade da revogação de suas licenças depois que várias autoridades do governo pressionaram publicamente pela medida. 

A carta deu a Atlantia 15 dias para apresentar seus contra-argumentos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade