Publicidade

Correio Braziliense

Cavaleiros ressuscitam na Sérvia a arte da justa medieval

Os participantes levam as próprias espadas, arcos e flechas, e acampam em barracas de camping


postado em 25/08/2018 16:27

(foto: Oliver Bunic/AFP)
(foto: Oliver Bunic/AFP)
 
Vestidos dos pés à cabeça com armaduras reluzentes, os cavaleiros se atacam mutuamente uma e outra vez com espadas reais em um festival que a cada ano ressuscita na Sérvia a arte das justas medievais.

Uns 60 aficionados de todos os cantos da Europa se reuniram neste sábado (25/8) na localidade de Despotovac (leste da Sérvia), à sombra de uma fortaleza do século XV.

Os combates, fisicamente intensos, parecem uma mistura de artes marciais e luta medieval e a vitória é decidida por pontos. "Lutei como boxeador e adoro história, por isso para mim esta é uma boa mistura", explica o francês Victor Rousseau, de 28 anos, enquanto se prepara para um combate coletivo.

Os duelos remontam a séculos atrás, mas esta versão moderna do combate medieval vem ganhando adeptos como esporte há apenas uma década, no âmbito de uma competição conhecida como "Batalha das nações".

Neste torneio mundial, o festival sérvio dura três dias, às margens de um rio e do mosteiro de Manasija. Os participantes levam as próprias espadas, arcos e flechas, e acampam em barracas de camping.

"É maravilhoso, todos estes combates e esta cultura. Uma experiência extraordinária", explica, feliz, Velimir Birmanac, um espectador sérvio.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade