Publicidade

Correio Braziliense

Bairro costeiro de Barcelona protesta contra turismo maciço e incivilidade

Cerca de 500 moradores marcharam com apitos e tambores com o slogan "Barceloneta se blinda contra a incivilidade e insegurança"


postado em 29/08/2018 18:50

Antigo bairro de pescadores, Barceloneta viveu uma metamorfose com os Jogos Olímpicos de 1992 que transformaram a cidade em destino turístico preferido dos visitantes(foto: AFP)
Antigo bairro de pescadores, Barceloneta viveu uma metamorfose com os Jogos Olímpicos de 1992 que transformaram a cidade em destino turístico preferido dos visitantes (foto: AFP)
 
Barcelona, Espanha - Fartos da saturação turística e da falta de civilidade, 500 moradores do bairro à beira-mar de Barcelona (nordeste da Espanha) protagonizaram nesta quarta-feira (29) um protesto para denunciar a progressiva degradação e a crescente insegurança do seu entorno.

"Isso é a Ibiza de Barcelona: festa todo dia, boates, álcool, drogas, seringas, prostituição...", denuncia Lluís González, um aposentado de 74 anos que abandonou há um ano e meio o bairro de Barceloneta após uma vida morando ali.

Cerca de 500 moradores marcharam com apitos e tambores com o slogan "Barceloneta se blinda contra a incivilidade e insegurança", ante o olhar atônito dos turistas que tiravam fotos com seus celulares.

Vendedora de uma loja e moradora do bairro, Cristina Sáez assegura que "tudo começou com o turismo incivilizado, mas agora vai muito além".

"Há pessoas dormindo em parques, tomando banho e trocando de roupa lá, muitos urinam na rua, aumentaram os roubos, você vê gente vendendo drogas com total impunidade... E se você disser alguma coisa, ficam agressivos", denuncia.

Antigo bairro de pescadores, com estreitas ruas com lençóis brancos secando ao sol, Barceloneta viveu uma metamorfose com os Jogos Olímpicos de 1992, que transformaram a cidade em destino turístico mundial e limparam a então suja e deteriorada praia, convertida agora no local preferido dos visitantes.

Seus humildes imóveis se tornaram objeto de desejo para o setor imobiliário e os investidores que os habilitaram em apartamentos turísticos, em muitos casos ilegais, e as ruas em espaço de farra para os jovens europeus atraídos pelas boates e os bares da costa de Barcelona.

No verão de 2014, ante o aumento exponencial dos aluguéis pela pressão turística e divulgação de um vídeo de italianos fazendo compras nus em um supermercado, o bairro fez enérgicos protestos sob o lema "Barceloneta diz basta".

Quatro anos mais tarde, e apesar dos esforços da cidade contra os aluguéis turísticos ilegais, "a degradação chegou a outro nível", lamenta Veronica Montes, com um cartaz com frase "Barceloneta, cidade sem lei".

Gestora de recursos humanos de 33 anos, também abandonou o bairro onde ainda residem seus pais. "Já não se pode viver. Eu cresci aqui e gostaria de criar meus filhos aqui, mas esse já não é o bairro que eu conheci", assinala.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade