Publicidade

Correio Braziliense

União Europeia estende por mais seis meses sanções por intervenção na Ucrânia

As medidas restritivas, que irão vigorar até 15 de março de 2019, consistem em congelamento de bens e restrições de viagem.


postado em 13/09/2018 09:47 / atualizado em 13/09/2018 10:11

Bruxelas, Bélgica - A União Europeia (UE) estendeu por seis meses, até 15 de março de 2019, as sanções contra 155 pessoas e 44 entidades, entre os quais autoridades russas, legisladores e militares acusados de intervirem na Ucrânia, alegando que não há motivo para derrubar a punição.

As acusações são de minar ou ameaçar a integridade do território, a soberania e a independência da Ucrânia. A UE impôs sanções à Rússia após a anexação da península da Crimeia e se recusa a reconhecer a autoridade de Moscou na região.

Alguns funcionários da Crimeia também estão na lista dos que receberam sanções.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade