Publicidade

Correio Braziliense

63 fetos não enterrados são encontrados em funerária nos EUA

O estabelecimento é investigado sobre denúncias de negligência profissional


postado em 22/10/2018 08:50

Reguladores do estado de Michigan suspenderam a licença da empresa(foto: Jeff Kowalsky/AFP)
Reguladores do estado de Michigan suspenderam a licença da empresa (foto: Jeff Kowalsky/AFP)

 
Detroit, Estados Unidos - A polícia americana encontrou 63 fetos em uma funerária de Detroit, Michigan, durante uma investigação sobre denúncias de negligência profissional no estabelecimento, anunciou a imprensa local.

"Vai além do que poderíamos pensar", disse o chefe da polícia de Detroit, James Craig, ao jornal "Detroit News". "É inacreditável." Craig conversou com repórteres após buscas na Perry Funeral Home, onde investigadores encontraram restos de 36 fetos em caixas, e outros 27, em congeladores.

Reguladores do estado de Michigan suspenderam a licença da empresa. "Estamos ampliando nossa investigação", disse Craig. "Queremos entender os motivos. Se são financeiros não sabemos."

Os inspetores acreditam que a funerária não tenha apresentado os certificados de óbito a tempo e não obteve permissão para retirar ou enterrar os corpos, tampouco autorização dos familiares para tratar dos corpos. Segundo o jornal, a funerária também é acusada de receber por funerais e enterros que nunca aconteceram.

Após a descoberta dos restos, na última sexta-feira, o advogado da empresa Joshua Arnkoff disse em comunicado divulgado pela rede CNN que "as denúncias envolvem apenas os restos de bebês não reclamados. A Perry Funeral Home recebeu os restos de hospitais locais, que haviam informado que os corpos não haviam sido reclamados por seus familiares".

"Não acreditamos que estes restos envolvam famílias que tenham pago a Perry Funeral Home por seus serviços funerários", assinalou Arnkoff.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade