Publicidade

Correio Braziliense

Com crítica política, animação brasileira é destaque em festival

Além da animação brasileira, o festival teve produções do Japão, da Argentina e Hungria, entre outros.


postado em 22/10/2018 07:59

(foto: Reprodução/Youtube)
(foto: Reprodução/Youtube)
 
O filme brasileiro "Tito e os Pássaros", dirigido por Gustavo Steinberg, Gabriel Bitar e André Bato, foi destaque do cinema latino no Animation is Film Festival, em Holywood (Estados Unidos), no fim de semana. O filme mostra a coragem de um grupo de crianças disposto a enfrentar a "epidemia do medo". Indiretamente, o filme faz críticas políticas.

A animação brasileira mostra uma interpretação poética e colorida para narrar as aventuras de Tito, de 10 anos, e os amigos em um mundo completamente dominado pelo medo.

À Agência EFE, Steinberg afirmou que a mensagem do filme tem relação direta com as eleições presidenciais no Brasil, polarizadas entre os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

"A ideia é ter estreia comercial no início do ano que vem”, disse o diretor. “Não podemos ser dominados pelo medo. Temos que tentar enfrentar e encontrar a solução", acrescentou. “As pessoas estão ficando loucas por causa do medo", acrescentou.

O objetivo, segundo Steinberg, é buscar a aproximação com as crianças sobre temas de grande significado social porque essa é "a única maneira" de "conceber um novo mundo".

Além da animação brasileira, o festival teve produções do Japão, da Argentina e Hungria, entre outros.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade