Publicidade

Correio Braziliense

Presidente de Camarões Paul Biya é reeleito pela sétima vez

Paul Biya foi reeleito aos 85 anos para o sétimo mandato consecutivo, com 71% dos votos contados


postado em 22/10/2018 15:24

Em Camarões 75% da população não conhecem nenhum outro presidente além de Biya(foto: AFP)
Em Camarões 75% da população não conhecem nenhum outro presidente além de Biya (foto: AFP)
 
Yaoundé, Camarões - O presidente de Camarões, Paul Biya, foi reeleito aos 85 anos para o sétimo mandato consecutivo, com 71% dos votos contados nas eleições realizadas em 7 de outubro, anunciou o presidente do Conselho Constitucional. 

"Foi eleito presidente da República, tendo recebido a maioria dos votos expressos, o candidato Biya Paul", declarou o presidente do Conselho Constitucional, Clément Atangana, numa sessão transmitida pela televisão estatal.

O presidente e candidato Paul Biya, no poder desde 1982, foi vitorioso em nove das dez regiões de Camarões, e esmagou seus oponentes com resultados oficiais mais do que conclusivos: 92,91% no sul, 89,21% no extremidade norte e 81,62% no norte.

O candidato da oposição, Maurice Kamto, que havia reivindicado a vitória um dia após as eleições, ficou em segundo com 14%, acrescentou Clément Atangana durante a proclamação oficial dos resultados na capital Yaundé.

O presidente Paul Biya mostrou que ele continua a ser o único capitão a bordo em Camarões após uma disputada eleição, o que permitiu que a oposição mostrasse uma nova face, com mais aproximação entre o eleitorado de mais de 6,5 milhões de camaroneses.

A alta abstenção e a violência marcaram as eleições presidenciais no oeste anglófono de Camarões, onde separatistas armados haviam anunciado o desejo de impedir a votação.

Em Camarões apenas 10% da população ativa têm emprego formal, um terço da população vive com menos de 2,3 dólares por dia e 75% da população não conhecem nenhum outro presidente além de Biya.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade