Publicidade

Correio Braziliense

Erdogan diz que jornalista saudita Khashoggi foi 'assassinado' em 2 de outubro

Para presidente da Turquia, morte de Khashoggi foi planejada


postado em 23/10/2018 07:47 / atualizado em 23/10/2018 13:07

Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse que a Justiça turca deve julgar 18 suspeitos de origem saudida investigados pelo assassinato do jornalista Jamal Khashoggi(foto: AFP)
Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse que a Justiça turca deve julgar 18 suspeitos de origem saudida investigados pelo assassinato do jornalista Jamal Khashoggi (foto: AFP)

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse hoje que agentes da Arábia Saudita planejaram e conduziram o assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi em Istambul no último dia 2, em desafio a alegações do governo saudita de que o jornalista teria morrido numa briga.


"Temos fortes evidências de que esse assassinato foi planejado", afirmou Erdorgan durante discurso a parlamentares de seu partido governista. "Ele foi brutalmente assassinado."

O discurso de Erdogan coincidiu com o início de uma conferência financeira na Arábia Saudita, conhecida como "Davos no deserto", da qual vários executivos estrangeiros desistiram de participar na esteira do escândalo envolvendo Khashoggi. Fonte: Dow Jones Newswires.

 

(foto: AFP)
(foto: AFP)
 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade