Publicidade

Correio Braziliense

Primeiro-ministro do Japão visita China pela primeira vez em sete anos

Abe e o presidente chinês Xi Jinping debaterão como melhorar a cooperação entre as duas economias e como enfrentar a tensão comercial com os Estados Unidos.


postado em 25/10/2018 08:22

(foto: Pilipey Romana, Madoka Ikegami /AFP)
(foto: Pilipey Romana, Madoka Ikegami /AFP)
 
Pequim, China - O primeiro-ministro japonês Shinzo Abe desembarcou nesta quinta-feira (25/10) na China pra sua primeira visita ao paíse em sete anos, após disputas territoriais que complicaram as relações diplomáticas.

Abe e o presidente chinês Xi Jinping debaterão como melhorar a cooperação entre as duas economias e como enfrentar a tensão comercial com os Estados Unidos.

As empresas do Japão, terceira maior economia mundial, buscam um maior acesso ao mercado da China, segunda economia do planeta, Pequim se interessa pela tecnologia e o conhecimento empresarial japoneses.

Esta é a primeira visita de um primeiro-ministro japonês desde 2011 e faz parte de um processo de anos para reparar as relações entre as duas potências depois da disputa surgida em 2012, quando Tóquio "nacionalizou" ilhas disputadas reivindicadas por Pequim.

O incidente provocou distúrbios anti-japoneses na China e congelou as relações diplomáticas. Em 2014 Abe e Xi se encontraram em uma reunião internacional e, desde então, aconteceram visitas recíprocas de ministros dos dois países.

Os dois líderes podem assinar vários acordo, incluindo investimentos comuns em países da região, entre eles Indonésia e Filipinas.

Abe disse que também pretendia abordar a questão da Coreia do Norte e as divergências territoriais. Ele afirmou que deseja transformar o "Mar da China Oriental em um mar de paz, amizade e cooperação".

O premier japonês, que ficará na China até sábado, também se reunirá com o primeiro-ministro Li Keqiang.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade