Publicidade

Correio Braziliense

New York Times comemora êxito na transição digital em meio a crise

Com 203.000 novos assinantes digitais entre julho e setembro, o jornal norte-americano obteve cerca de dois terços de sua receita por assinaturas, ajudando a compensar o enfraquecimento da circulação de impressos e o declínio da publicidade


postado em 01/11/2018 12:35

Nova York, Estados Unidos - O jornal americano The New York Times informou nesta quinta-feira (01/11) que suas assinaturas digitais subiram para 3 milhões no terceiro trimestre, o que permitiu que o prestigiado veículo mantivesse a lucratividade em tempos difíceis para o jornalismo. 

Com 203.000 novos assinantes digitais entre julho e setembro, o jornal obteve cerca de dois terços de sua receita por assinaturas, ajudando a compensar o enfraquecimento da circulação de impressos e o declínio da publicidade. 

O Times relatou um lucro líquido de 24,9 milhões de dólares no trimestre, abaixo dos 36 milhões de dólares do mesmo período do ano anterior, enquanto as receitas totais cresceram 8%, para 417 milhões de dólares.  Mark Thompson presidente e CEO da The New York Times Company afirmou que esse é o terceiro semestre que a empresa fecha com número de assinaturas otimista. "Também ultrapassamos dois marcos importantes e agora temos mais de 3 milhões de assinaturas digitais e mais de 4 milhões de assinaturas no total."

Houve um aumento de 7% na publicidade neste trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior, liderada pelo setor digital. Contudo, as receitas de anúncios nos primeiros nove anos do ano caíram 2,5%, e a empresa disse que espera que a receita publicitária se mantenha estável no quarto trimestre.

Com lucros modestos, o Times está entre as organizações tradicionais de notícias mais bem-sucedidas na transição para o digital. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade